quarta-feira, 31 de março de 2010


                                                                   
                                                                      CHORE


LEITURA BÍBLICA:
2 Samuel 19. 1-4

____________________

Jesus agitou-se no espírito
e pertubou-se. Jesus
chorou (Jo 11. 33b,35)
____________________
                                                          Eu e a minha esposa temos o hábito de rever o filme do nosso casamento. É gostoso relembrar aquele dia tão especial. A cada vez que assistimos ao filme também nos damos conta de quem em tão pouco tempo  pessoas já partiram desta Terra.
                                                          Vejo naquele filme o meu pai, que faleceria menos de um ano depois. Fico com um nó na garganta e a saudade bate. Talvez você tenha perdido recentemente alguém a quem amava muito. Talvez essa pessoa tenha partido de forma inesperada e até muito "injusta" ou violenta. Qualquer que seja a situação, a primeira coisa que eu gostaria de lhe dizer é que sua reação ao fato só deve importar a você. Explico-me: diante da perda, alguns ficam tristes, alguns ficam com raiva, alguns ficam sem saber o que sentir. Pois bem: sinta-se como achar que deve. Deixe o sentimento fluir. Não se censure nesse momento. Quando Jesus chegou para ver seu amigo Lázaro, teve uma reação tão forte que todos perceberam. Ele não precisou esconder seus sentimentos - e chorou. Quando Davi soube que seu filho havia morrido na batalha, ele também não escondeu seu sentimento. Trancou-se no quarto e chorou. Mas há um outro ponto aqui: o choro liberou os sentimentos. Não permita que seus sentimentos permaneçam "atravessados na garganta". No longo prazo, sua reação à perda determinará se você se tornará uma pessoa amargurada para o resto  de sua vida ou se vai decidir superar isso um dia. Em outras palavras, libere seus sentimentos e deixe que eles liberem você. Diante de você se abrem agora dois caminhos. Um levará você à retomada, ao crescimento; o outro à amargura, à tristeza constante. Por onde você deseja ir?
                                                          Finalmente, o mesmo Davi que aqui chorou por seu filho é o autor do Salmo 23, em que se lembra de que Deus estará com ele mesmo no vale da sombra da morte. Deus sabe como você se sente e quer lhe dar todo o consolo de que você precisa nesse momento.

ELE SE IMPORTA   


                     Nas horas mais difíceis, Deus está ao seu lado para chorar junto com você



PÃO DIÁRIO
http://www.transmundial.com.br/

terça-feira, 30 de março de 2010





MORTO DE FOME


LEITURA BÍBLICA:
OSÉIAS 2. 14-23
__________________

Eu me casarei com você
com fidelidade, e você
reconhecerá o Senhor.
(Os 2.20)
__________________

                                        Um pastor que dava assistência espiritual num presídio escreve: "Uma das minhas tarefas era ler cartas que os presidiários haviam escritos. Aí deparei com a frase: 'Como estou passando, o senhor pode ler no final de Lucas 15.17'. Ali consta a história do filho pródigo, eno final daquele versículo se lê: .... e eu aqui morro de fome. Imediatamente procurei-o na sua cela e disse: Alegro-me que você conheça a Bíblia Então certamente você também leu o que está escrito no início dos versículos 17 e 18: Então, caindo em si disse: Levantar-me-ei e irei ter com o meu pai. Que tal nós hoje nos colocarmos a caminho para o Pai? O homem sacudiu a cabeça negativamente: ' Eu sei que o senhor quer o meu bem, mas o senhor não pode me ajudar. Minha vida está destruída.Muitas vezes tentei um novo começo. Foi tudo em vão. Ninguém pode me ajudar'. "Bem, se é esta a sua situação", disse o pastor, "então você esta no melhor caminho. Continuemos a leitura: 'Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho e o abraçou e beijou'. Assim Deus também vem ao seu encontro. Ele quer aceitá-lo. Ele restaura a sua vida".
                                        Assim Oséias nos descreve o amor de Deus pelo seu povo Israel. Ele o compara a uma mulher infiel que trai seu marido. Em vez de viver em comunhão com o Senhor, Israel vivia na idolatria. Outros deuses tomavam o lugar do Deus vivo em suas vidas. Embora ainda se chamassem povo de Deus, na verdade não viviam mais como tal. O Senhor teria todos os motivos para romper com eles. Poderia abandoná-los com razão. Porém, no seu amor ele não o consegue. Eu vou atraí-la... vou falar-lhe com carinho (v 14). Este é o amor de Deus. Ele não desiste. Mesmo quando o traímos, ele permanece fiel. Ele não desiste. Mesmo quando o traímos, ele permanece fiel. Por mais que tenhamos destruído a vida, o Senhor nos procura e nos chama para nos restaurar : LS

                       Longe de Jesus acabamos morrendo de fome.
                                    Escolha a vida, dê lugar a Jesus!


PÃO DIÁRIO
http://www.transmundial.com.br/

segunda-feira, 29 de março de 2010


                                                              É POSSÍVEL


        LEITURA BÍBLICA
       
       GÊNESIS 18. 9-15
_______________________

Jesus olhou para eles e
respondeu: "Para o homem
é impossível , mas para Deus
todas as coisas são possíveis"
Mateus 19-26
_______________________

                                                 O problema que está diante de nós pode ser resolvido, e de uma forma muito melhor do que esperamos. Abraão e Sara não tinham filhos e já eream idosos quando Deus avisou que no próximo ano nasceria o tão esperado herdeiro. A reação de sara  a esta notícia foi de incredualidade. Diz o texto que ela riu, duvidando que, com a avançada idade que tinha, poderia engravidar. Então o Senhor disse ao casal: "Existe alguma coisa impossível para Deus?"(v4).
                                                  Podemo ter certeza de que Deus é poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos e pensamos (Ef 3.20). Não há impossíveis para Deus. Quando o conhecemos, podemos ter certeza de que nossa causa está diante Dele.
                                                 Porém, inúmeras vezes, ao invés de acreditar na solução de Deus, aumentamos o tamanho de nosso problema. Por exemplo, quando sentimos uma dor qualquer, já ficamos preocupados, imaginamos que é uma doença grave, pensamos que será necessária uma cirurgia, preocupamo-nos com o nosso emprego e com nossa família, que vai ficar desamparada. Entramos em um clima de pessimismo total, desânimo e desesperança quando a dor pode ser apenas um mal jeito qualquer.
Mesmo se estivermos passando por problemas muito sérios em lugar de olhar para o tamanho do problema devemos olhar para a grandiosidade do nosso Deus. Devemos observar o grande poder de Deus, que é infinito, eterno, imutável, criador e preservador da vida. Mesmo se andarmos por um vale de trevas e morte, não é preciso temer perigo algum, pois temos um Deus ao nosso lado. Ele nos faz repousar em pastos verdejantes e perto das águas de descanso (Sl 23)
                                                 O poder de Deus opera em nós. Se tivermos fé, podemos experimentar este poder em nossa vida, não apenas para realizar os nossos desejos, mas para viver de forma a agradar a Deus e fazer a sua vontade. - HSG


                           Tudo é possível se depende do Deus do impossível


Pão Diário
http://www.transmundial.com.br/

domingo, 28 de março de 2010


APROVAÇÃO

LEITURA BÍBLICA
EXÔDO 33. 12-17

___________________

Tenho-me agradado de
você (Êxodo 33.17)
___________________

          Quando era criança e praticava música, facilmente eu me desanimva, mas ao recebr pequenos elogios de meu pai dedicava-me ainda mais a dominar o teclado. E quem não precisa de encorajamento de vez enquando diante das dificuldades no lar, no serviço e no trabalho do Senhor? Você sabia que a falta de reconhecimento dos maridos às esposas é uma das principais razões do seu desânimo e depressão? Para qualquer pessoa uma palavra de apreciação eleva o ânimo em situações difíceis.
          Você notou no trecho acima que Mooisés sentia necessidade de aprovação? Depois de ser o porta-voz de Deus perante o faraó do Egito, de ver tantos sinais milagrosos para libertar o povo de Israel e depois da maravilhosa marcha pelo Mar Vermelho e a  derrota do exercíto egípcio, sentia-se incapaz de dirigir o povo para a Terra Prometida. Atarefado com os milhares de israelitas indisciplinados, desabou sobre ele o peso de tanta gente a enfrentar a longa jornada pelo deserto. Sentia a falta de alguém ao lado, embora tivesse Josué, seu auxiliar, à frente das tropas, e também Aarão, seu porta-voz. Sentindo que não poderia realizar o alvo proposto por Deus sem ninguém à altura para ajudar, Moisés buscou a Deus, contando francamente o que sentia. E Deus gostou da presce de desespero! Quando viu Moisés chegar ao fim da corda, garantiu-lhe o êxito com sua presença ao seu lado: "Eu mesmo o acompanharei" (v14). Que palavra animadora para inspirar o seu servo desalentado, que saiu de lá com a promessa de que o Todo-Poderoso estaria com ele! Você enfrenta uma dura realidade que o deixa sem solução? Busque a Deus em oração, contando tudo francamente, apoiado nas promessas da sua Palavra para reforçar sua fé. Ele é sempre bem capaz de dar-nos os recusos quando oramos: "Seja feita a sua vontade, assim na terra como no céu". Nunca falta a sua aprovação quando resolvemos fazer a sua vontade, custe o que custar. - TL

                                                        A presença e o amor de Deus
                                                já é assunto suficiente para falar com ele.

sábado, 27 de março de 2010


                                                                       Justiça


Leitura Bíblica :
Habacuque 3.1-19

____________________

Cantem diante do
Senhor, porque ele vem,
vem julgar a terra; julgará
o mundo com justiça e
os povos com retidão.
(Salmo 98.9)
____________________

    Habacuque foi um profeta que viveu muitos anos antes de Cristo, na época em que o império dominante era o da Babilônia. Os babilônios eram muito violentos e traziam muito sofrimento e injustiça aos povos que dominavam.
    Habacuque viveu num tempo em que seus país, Judá, estava prestes a ser invadido pelos assírios como castigo de Deus pela desobediência do povo. Deus lhe havia dito que isso iria acontecer e a tarefa de Habacuque era escrever aquilo que Deus estava contando. Em sua bondade, Deus não escondeu nada do profeta. Isto é, Deus contou que os babilônios invadiriam Judá, mas também que, anos depois, eles seriam dominados por outro povo. Deus declara que um dia a justiça será feita. E é onde quero chegar. A justiça de Deus um dia chegará para todos que insistem em praticar a injustiça por pensarem que podem sair impunes. Sim, a justiça de Deus, na verdade, chegará para todos nós, pois ninguém é completamente perfeito. Mas falo daquele sentimento de fome por justiça que temos cada vez que vemos um corrupto se livrar das provas claras contra ele e descaradamente dizer que sabia que "a justiça triunfaria". Isso deveria nos encher de indignação. Infelizmente, em muitos casos, o que se vê é gente achando que pode praticar "injustiças menores", por não achar nas autoridades o devido referencial de comportamento. Assim como Habacuque, deveríamos tremer diante do poder de Deus e nos colocar em posição de querer mudar esse país.Deveríamos tomar a decisão de não nos deixarmos corromper por menor que seja a inflação. Deveríamos posicionar-nos como homens e mulheres que têm fome e sede de justiça. E, ao fazer tudo isso, alimentar a certeza de que somente Deus pode fazer justiça como se deve e que, portanto, essa justiça será feita um dia, quer vivamos para vê-lo, quer não. - IAO

                                             Faça a sua parte contra a corrupção:
                                          rejeite ser parte dela.

Pão Diário
http://www.transmundial.com.br/
Um minuto a mais...







Mudança de Vida.






A vida muda em um minuto apenas.


Em um minuto apenas DEUS providencia o socorro.


Pode ser um coração atento, uma mão amiga, um pedaço de papel


impresso caído na calçada.


Papel que o vento não o levou para longe.


Um minuto apenas e o amor volta e a esperança renasce


Um minuto apenas e o sol rompe as nuvens clareando tudo.


Não se desespere, espere, o socorro chega.


Um minuto apenas...


O panorama se modifica. A vida refloresce. Tenha paciência, não se


entregue à desesperança. Aguarde.


Enquanto você sofre DEUS providencia o auxílio.


Aguarde, um minuto apenas, sessenta segundos.


Uma vida. Um minuto a mais.






Em um minuto apenas, a misericórdia divina se derrama cheia de


bênçãos nas vielas escuras dos passos humanos, corrige, saneia, repara transformando-as em estradas luminosas no rumo da vida maior










(autor desconhecido)



O homem diz "Pau que nasce torto morre torto"
Uma mentira do diabo!

Deus ainda muda pessoas......Ele mudou a minha vida. Basta você querer.....Basta somente uma decisão.
Tenha a sua melhor decisão hoje!
" Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim"

                                João 14.6

sexta-feira, 26 de março de 2010


MEMÓRIA
   

lEITURA BÍBLICA
         Deuteronômio 4.9-14

____________________

Não esqueça nenhuma
de suas bençãos!
     (Sl 103.2b)
____________________

Quando um amigo meu visita sua esposa no hospital, ele se entristece porque ela não se lembra de quem ele é. Depois de mais de 50 anos de casados, é doloroso não ser reconhecido por ela. Há uns anos ela sofre a perda lenta e irrecuperável da memória pelo mal de Alzheimer. Visto que ela serviu a Cristo desde a mocidade, hoje, sem a lembrança disso, continua sob a proteção da graça de Deus, pois as ovelhas de Jesus "jamais perecerão" (Jo 10.28).
  Aparentemente, a memória pode enfraquecer tanto quanto qualquer membro do corpo. Ao longo dos anos, notamos seu lento enfraquecimento, o que requer cada vez mais esforço para lembrar o que se deve fazer e o que se quer. Por isso, Billy Graham tem enfatizado aos jovens cristãos que se dediquem a decorar versículos na Bíblia, pois o que é memorizado quando a pessoa é mais nova fica mais bem gravado na mente do que em qualquer outra época na vida.
  Segundo nosso texto, Moisés exortou enfaticamente o povo de Israel para que conservasse até o fim da vida o que tinha aprendido. Assinalou a importância de servir a Deus, como eles prometeram ao pé do monte Sinai, aqui chamado de Horebe. Precisariam urgentemente da lembrança dos ensinos de Deus diante da vida pagã dos inimigos a conquistar em Canaã - para que fossem vitoriosos deveriam ter em mente a Palavra de Deus.
  Faça o esforço de criar o  hábito de ler a Bíblia diariamente. visto que ela é o fundamento da fé e da prática do cristão. Sua memória será mantida ativa para lembrar cada vez melhor o que leu e facilitará relacionar tudo com aquilo que você ouve e observa. Tornará mais fácil a memorização das Escituras para evangelizar os outros e também para  melhor desenvolvimento dos seus trabalhos cotidianos.Assim, a leitura da Palavra melhorará vários aspectos da sua vida. Peça a orientação de Deus diariamente -TL

      QUERO TRAZER À MEMÓRIA O QUE PODE ME DAR ESPERANÇ
                  (Lamentações 3.21, ARA)



Pão Diário

http://www.transmundial.com.br/


   

quinta-feira, 25 de março de 2010

ESQUECEU


LEITURA BÍBLICA
                           2 Crônicas 16. 1-14

_______________________

Os olhos do Senhor
atentos sobre toda a terra
para fortalecer aqueles
que lhe dedicam totalmente
o coração (2Cr 16.9)
_______________________
   Os dois capítulos anteriores ao texto de hoje apresentam Asa, rei de Judá, como consagrado ao Senhor e empenhado em fazer o que Deus aprova. Ele derrubou altares idolátras, ordenou ao povo que voltasse a buscar o Senhor e até depôs sua avó do cargo de rainha-mãe por ela ter adorado falsos deuses. Por estas atitudes, tiveram paz e foram vitoriosos quando atacados. Porém, o capítulo 16 mostra que Asa mudou de atitude no final de sua vida, pois buscou homens, e não Deus, para derrotar seus inimigos e quando ficou doente. Assim como esse rei, também corremos o risco de esquecer tudo o que o Senhor já fez por nós, achar que somos auto-suficientes e passar a dirigir a nossa vida. Podemos até pensar algo como "não incomodarei o Senhor, tão ocupado, com algo tão simples; afinal, já sei o que fazer". Qual o resultado? As coisas podem até funcionar, mas não agradaremos a Deus se o deixarmos de lado, como se ignorássemos tudo o que já fez por nós. O problema é que tratamos Deus como se ele fosse humano: ocupado demais para atentar a problemas "pequenos", sempre com as mesmas soluções, não muito disposto a ajudar. Mas Deus não é assim! Ele realmente se importa até com os pequenos detalhes de nossa vida, e está sempre disposto a ajudar. Só que ele deseja que sejamos humildes a ponto de pedir sua ajuda. Seria bem  mais fácil se após a conversão automaticamente Deus solucionasse todos os nossos problemas assim que surgirem, mas como aprenderíamos a humilhar-nos e a buscá-lo constantemente? Posso imaginar quantas coisas Deus já fez em sua vida como resposta às suas orações. Não esqueça o que Ele já fez, e muito menos de buscar seu auxílio para viver cada dia. Se Ele é o Senhor de sua vida, ele deve governá-la, não você. Ele o fortalecerá e ajudará a cada passo, pois nunca abandona seus filhos amados. VWR

                                                        Não esqueça o que Deus já fez
                                                        e ainda pode fazer em sua vida


Pão Diário
http://www.transmundial.com.br/

quarta-feira, 24 de março de 2010

Gigantes



                       Leitura Bíblica

                                                                      Josué 14. 6-15
                                                                           Josué 15.13-14
____________________                                     
Você vem contra mim com
espada, com lança e com
dardos, mas eu vou contra
você em nome do Senhor
dos Exercítos (1Sm 17.45)
___________________

Vencer gigantes é um grande desafio para todos nós. O que calebe e Davi (leia também 1Samuel 17) têm em comum? Os dois venceram gigantes por meio da confiança que tiveram no Senhor. E o que aparecem em sua vida. Quantos gigantes você deixa atormentarem a sua  vida? Por quanto tempo você tolera as suas afrontas? Você tem medo de enfrentá-los, ou como você os enfrenta? Quais são os gigantes de sua vida que você precisa derrubar e expulsar - fatos, coisas ou pessoas que você precisa enfrentar, e que parecem ser impossíveis de serem vencidas?
  • Por exemplo: as dificuldades no relacionamento de toda a sua família
  • As dificuldades em seu trabalho
  • Não prestar atenção à voz de Deus
  • Sua situação financeira
  • A falta de verdadeiro caráter cristão
  • Pessoas, relacionamentos em geral
  • Desânimo com as coisas da vida, etc
  •           Não importa quantos e quais sejam os seus gigantes: confie no Senhor, avance contra eles e deixe Deus derrotá-los Seja apenas instrumento em suas mãos. Você não deve temê-los. Precisa enfrentá-los , e a melhor maneira de fazer isto é confiando totalmente em Deus, conhecê-lo mais para obter dele a  orientação correta sobre o que você deve fazer para vencer os gigantes que vêm contra você. O segredo é estar na presença de Deus, buscá-lo mais e mais em seu dia-a- dia, confiar nele, deixar que ele revele o segredo do gigante, para você vencê-lo. É importante você conhecer as Escrituras, a Palavra de Deus, e o seu poder. Você passará a conhecer o poder de Deus quando realmente entregar todos os gigantes nas mãos dele e ele puder usar você mesmo para derrubá-los. Veja o que Deus quer fazer em sua vida e por meio dela. - HK 
                                                  Quer vencer gigantes?

             Coloca-se na presença do Senhor, dia após dia,
      aprenda a entregar tudo a Ele e a confiar sempre Nele.

terça-feira, 23 de março de 2010

DEUS ZELOSO








Leitura Bíblica

Deutoronômio 4. 15-31
_____________________
O Senhor, o seu Deus, é um
Deus zeloso; é fogo consu-
midor - (Dt 4.24)
_____________________

Ludwig Ingwer Nommensen é chamado o apóstolo de Sumatra.
Foi lá em meio a escuridão do paganismo que ele exerceu o seu ministério como servo do Senhor.
Antes de sua primeira viagem para Sumatra ele escreveu a seguinte oração no seu diário:
"Hoje, em 13 de abril de 1862, renovo a minha aliança que fiz contigo, meu Deus e Pai, por meio do teu Filho Jesus Cristo. Tu me escolheste e sustentaste. Desde a minha infância me ensinaste. Por meio de tudo isso me chamaste para que eu seja um mensageiro do teu Evangelho entre os pagãos. Por isso te entrego a minha vida, o meu tempo, o meu corpo e o meu espírito. São dádivas tuas que consagro a ti. Caso eu venha a me separar de ti, ou se Satanás me seduzir a cometer algum pecado, então inquieta-me o tempo todo, dia e noite. Renovo a minha aliança de lutar contra o diabo e seus poderes. Ensina-me a odiar o pecado. Guarda-me quando os meus adversários forem muitos ou fortes demais. Sela a minha aliança contigo lá no alto, assim como selo no meu livro. E vocês, mundo e diabo, saibam que eu pertenço a Jesus. _ Ó amado Senhor Jesus Cristo, tu me selaste contigo mesmo por meio da tua palavra e da tua morte sobre o Gógota. Creio nisso e digo amém".
É justamente a isso que Moíses conclamava o povo na leitura de hoje. Ele os desafia a não se esqiecerem dos feitos de Deus.
Ao mesmo tempo fala da santidade e do zelo de Deus. É um Deus com o qual não se brinca. É um Deus que não tolera o pecado. Ele zela pela honra do seu nome e por nossa salvação. Ele nos chama para um compromisso pessoal com ele. Não é o que muitos pensam, um Deus que a gente possa contentar com uma agrado qualquer. Isso é uma tentativa de amoldar Deus aos nossos interesses. Mas isto ele não faz. Ele estende a mão a você e a mim e nos dá as suas promessas. Cabe a nós permitir que Ele seja o Senhro em nossa vida. - LS
Deus zeloso, um fogo consumidor
Ele quer queimar o pecado em nossa vida



Pão Diário
RTM
Rádio Trans Mundial

sábado, 20 de março de 2010


Graça e paz do nosso Senhor Jesus Cristo....
Estou fazendo a manutenção do meu blog...... Se Deus quiser amanhã estarei editando novas mensagens e outras novidades.....
Maida

sexta-feira, 19 de março de 2010

CONHECENDO DEUS ATRAVÉS DE PESSOAS


"MAS DEIXAREI NO MEIO DE TI UM POVO MODESTO E HUMILDE, QUE CONFIA EM O NOME DO SENHOR"
SOFONIAS 3.12
A PRESENÇA DO AMOR
- RADA JACOB
Conhecia-a quando eu era ainda jovem, uns dezesseis ou dezessete anos, fiquei logo encantada com seu sorriso franco e suas palavras, sempre amorosas. Minha irmã, Oneide, estava namorando um rapaz da Igreja do Braz, em São Paulo, Abrão Jacob, hoje seu marido, e fomos até a casa dele para conhecer sua mãe, a pessoa maravilhosa e bondosa da D. Rada.
Filha de pais sírios, D. Rada foi criada em Muzambinho, uma cidade do Estado de Minas Gerais. Quando conheceu o Senhor Jesus, sofreu muito, foi desprezada por toda família, até mesmo maltratada por seu marido, mas, tendo sua vida transformada pelo Evangelho de Cristo, ela deu valor ao tesouro que encontrara e, desde essa época, passou a andar com Jesus e servi-lo com intereza de coração.
Devia ter, quanto a conheci, cerca de setenta anos, e era de um dinamismo de causar inveja. Preparou para nós um almoço muito saboroso e, com muita alegria, serviu a todos. Não nos deixou ajudá-la, somente dizia:
_ É um prazer para mim receber as queridas em minha casa. É um presente do Senhor. A gente percebia que era verdade, ela demonstrava sua felicidade em ter-nos ali.
Para se ter uma idéia de seu dinamismo, é só saber que com aquela idade, ela fazia todas as tarefas da casa, cuidava de seu marido, já com quase oitenta anos e, dos dois filhos, adultos, que não podiam trabalhar. Fazia a feira uma vez por semana e ainda dirigia dois cultos semanais em sua casa.
Saí daquele lugar fascinada por aqueles cabelos branquinhos e pelo amor que aquela senhora dedicava ao seu Deus. Impressionei-me de que logo após o almoço, continuássemos à mesa para ler a Bíblia e cantar hinos ao Senhor, por puro prazer, sem ser uma rotina, somente pela alegria de louvar ao Senhor. Realmente ela me cativou e me fez desejar também ser assim, ter essa doce intimidade com Deus e gostar de falar Dele.
Dona Rada tinha um assunto predileto, falar das maravilhas que Deus está fazendo no meio do seu povo. Relatava com simplicidade os grandes milagres que o Salvador realizava através de suas orações.
Esta mulher, com apenas o segundo ano do antigo primário, escrevia comentários magníficos da Palavra de Deus. Ela os lia em suas reuniões semanais. Que horas ela os escrevia? Nas vigílias da noite. Era esta a hora favorita desta santa buscar ao Senhor. Quantas vezes seus filhos a encontraram, de madrugada, altas horas da noite, adormecida, de joelhos, numa oração inacabada, ou cochilando em cima de seus cadernos nos quais escrevia seus comentários.
Sempre hospitaleira. Tinha sempre à mesa um lugar a mais para o irmão ou amigo que,por acaso, aparecesse sem avisar. E que comida deliciosa ela servia! Punha ali do melhor que tinha e dizia:
_ Nunca faltou nada a esta casa. O Senhor sempre nos deu o melhor. Louvado seja Deus!
Creio que D. Rada copiou quase toda a Escritura à mão. Ela tinha três latões cheios de versículos copiados por ela mesma e dizia:
_ Não concordo com as tais "caixinhas de promessas", elas só trazem coisas boas para todos e, muitas vezes nosso Pai que nos exortar, então, todos os versículos são importantes. Cada pessoa que entrava em seu lar tinha que colocar a mão dentro dos latões e retirar um versículo, apos a leitura desta, D. Rada comentava-o e orava pela pessoa. Ela tinha testemunhos de benção decorrentes desta atitude. Lembro-me bem de um deles.
Um senhor, industrial, veio ali a convite de alguém para que D. Rada orasse por ele. Ela o recebeu com alegria e lhe perguntou:
_ O senhor deseja receber oração?
_ Bem, estou aqui porque insistiram comigo para vir, mas já vou dizendo, não acredito muito nisto, nem sei se Deus existe!
_ Está bem, disse D. Rada. Tire agora um versículo ali, e indicou o latão.
O homem colocou a mão, retirou um versículo leu e ficou pálido de espanto. D. Rada pegou o papel de sua mão após a leitura e disse:
_ O senhor realmente não pode ter certeza de que Deus existe. Ele nem conhece o senhor.... ( o homem havia tirado Mateus 7.23 que diz: "Então lhes direi explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade".)
Aquele homem guardou o versículo no bolso e recebeu a oração. Hoje, ele é um operoso membro de uma Igreja Batista, em São Paulo.
A casa de D. Rada estava sempre cheia. Ela tinha um lugar, perto da escada que subia para os quartos, conhecido por todos como "cantinho da oração". Era aí que ela levava todas as pessoas que iam lá em busca de alguma palavra de incentivo, oração para cura, procura de empregos, problemas dos mais diversos. Minha irmã disse que agora, após tantos anos, olhando naquele cantinho, todos têm saudades, é o lugar mais gostoso da sala....
Outro fato que me marcou bastante foi quando seu esposo faleceu, logo após receber a notícia eu e meu esposo fomos visitá-la. O corpo de seu Isaque ainda estava estendido na cama quando chegamos, D. Rada nos recebeu, víamos seu rosto vermelho, sabíamos que tinha chorado, mas ela conversou um pouco conosco, deu-nos um hinário e exclamou:
_ Vamos cantar ao Senhor, meu marido está com Ele na glória.!
Fomos confortá-a, sa´mos impressionados pela realidade daquela fé genuína.
Saía de casa em casa visitando seus doentes e tinha um poder que advinha do Espírito Santo. Os demônios se retiravam das pessoas quando ela orava. D. Rada sabia que tinha autoridade sobre eles. Autoridade vinda do Pai. Várias vezes minha irmã a acompanhou em visitas para libertação de pessoas opressas. Nunca tinha medo de lutar contra o malígno, estava convicta da vitória. Ela conhecia seu comandante e sabia que o diabo não pode desobedecer às suas ordens.
Não posso falar da vida de D. Rada sem mencionar a Edna, um dentre seus outro filhos, uma filha que foi seu esteio. Aquela que batalhou incansavelmente, para que sia mãe fosse o que foi. Sempre supriu as necessidades de casa e, quando D. Rada estava bem,além de trabalhar fora o dia inteiro, ainda achava tempo para manter sua casa em ordem para que sia mãe pudesse ter suas reuniões e fizesse suas visitas.
Quando D. Rada ficou cansada, com o peso dos anos, Edna viveu para dar a ela todo carinho. Cuidou dela com desvelo e amor e ainda teve tempo para amparar seus dois irmãos. É uma mulher de fibra, trabalhadeira, devotada á família, cristã por exelência. É digna de nossa admiração. É altruísta, está sempre sorrindo, vivendo para os outros, refletindo com sua vida, a presença de outra maior que transborda de dentro dela.
Dona Rada faleceu há pouco tempo com 96 anos.No final de sua vida sua força já não era mais a mesma, sua cabecinha já não raciosinava como outrora, seus passos ficaram vagarosos e seu corpo inclinado nos dava a impressão de que a idade pesava em seus ombros, mas uma coisa nunca mudou nela, seu amor por Jesus. Até o dia de sua morte convidava todos para a leitura da Palavra de Deus, pois ainda queria louvar ao Senhor. Não ficava sem fazzer seu culto após o almoço ou jantar, e quem fosse ali para uma refeição, podia ouvir dela:
_ Já alimentamos o corpo, vamos agora alimentar a alma!
Ela olhava para a janela e cantava um hino e parecia que as folhas das árvores balançavam para ela, e com alegria infantil dizia:
_ Ele está ali. O Senhor está lá em cima, os outros são os seus anjos.
Dona Rada está mais feliz do que nunca, foi ver o seu Senhor "face a face", vai agora poder fazer muitas perguntas a Ele, vai compreender o seu imenso amor, vai desfrutar das maravilhas que ele preparou para cada um de nós. Ela estará com a vida completa, pois, nós que amamos ao Senhor, só nos completaremos Nele.
Para mim, D. Rada foi uma pessoa que representou o autêntico cristianismo. Ela praticou o que Cristo praticou, andou como Ele andou. Amou como Ele amou. Seguiu, amorosamente os Seus passos. Uma vida fruutífera, um manancial de bençãos, um exemplo de vida....
Elma Ester Corrêa de Oliveira
Conhecendo Deus através das Pessoas.
Continua....

quinta-feira, 18 de março de 2010

EPÍLOGO




ELE ESCOLHEU VOCÊ



Quer saber o que é o mais surpreendente sobre a volta de Cristo?
Não é que Aquele que brincava de bolinhas de gude com as estrelas renunciasse para jogar com bolinhas de gude comuns.
Não é que Ele, num instante, passasse do estado de não precisar de nada, para a situação de precisar de ar, comida, um pouco de água quente e sal para seus pés cansados e, mais que tudo isso, necessitar de alguém - qualquer um - que estivesse mais preocupado sobre onde iria passar a eternidade do que com onde gastaria seu cheque da sexta-feira.
Não é que mantivesse sua serenidade enquanto a dúzia de seus melhores amigos, sentissem o calor e se apressassem em sair da cozinha. Nem que desse ordens aos anjos que lhe rogavam: "Só nos dê a ordem, Senhor, e todos esses demônios se transformarão em ovos mexidos".
Não é que se negasse a se defender quando foi culpado por todos os pecados de cada libertino desde os dias de Adão. Nem que tenha guardado silêncio enquanto um milhão de veredictos de culpabilidade ressoavam no tribunal do céu e o doador da luz ficava no meio da fria noite dos pecadores.
Nem mesmo é que depois daqueles três dias em uma cova escura se levantasse, ao raiar do sol no domngo de Páscoa, sorridente e orgulhoso e perguntar ao humilhado Lúcifer: "Foi esse o seu melhor golpe?"
Isso foi surpreendente, incrivelmente surpreendente.
Mas, quer saber o mais surpreendente daquele que tocou a coroa do céu por uma coroa de espinhos?

É que Ele o fez por você.

Só por você.

AGRADECIMENTO


Ao cristão russo que, em um domingo, a vários anos, deixou uma cruz sobre minha escrivaninha. Em seu bilhete contava como sua recém achada fé em Jesus o levou a arrancar os pregos de uma velha e abandonada igreja russa. Converteu os pregos em um cruz. Ao redor da cruz formou uma coroa de espinhos com arame farpado
Essa impressionante peça está pendurada em uma parede de meu escritório....e aparece na capa desse livrinho.
Meu agradecimento a essa pessoa cujo nome não conheço, mas cujo coração sim.

Max Lucado.

SOBRE O AUTOR

Max Lucado é um pregador e escritor que vive em San Antonio, Texas. Ele e sua esposa têm três filhas. Está convencido que as promessas de Jesus são verdadeiras e que o sol da Páscoa nunca se apagará. Fala de seu Salvador a cada semana na igreja Oak Hills Church of Cristo, e escreve sobre Ele em seu mais recente livro : Ele escolheu os Cravos do qual boa parte do texto deste pequeno livro foi tirada.


"Se vós,pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a
vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos
céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem?"

Mateus 7.11

quarta-feira, 17 de março de 2010

A RESPOSTA : CONFIAR




(SUBIR NO ÔNIBUS CERTO)
O que Deus quer que você faça?Ele quer que suba em seu ônibus.
Como pode fazê-lo?
Dando três passos simples: admitir, reconhecer e aceitar.
1. Admita que Deus não ocupou o primeiro lugar em sua vida e lhe peça que o perdoe por seus pecados.
"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça"
1João 1.9
2. Reconheça que Jesus morreu para pagar por seus pecados e que se levantou dos mortos e está vivo.
"Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo"
Romanos 10.9
"E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que possamos ser salvos"
Atos 4.12
3. Aceite o presente da salvação que Deus lhe dá. Não tente conquistá-lo por seus méritos.
"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie"
Efésios 2.8,9
"Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus"
João 1.12,13
"Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo"
Apocalípse 3.20
Com todo meu coração, lhe rogo que aceite o destino de Deus para sua vida. Lhe rogo que suba a bordo com Cristo.
De acordo com a Bíblia:
"E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos"
Atos 4.12
Você permitirá que Ele o salve? Essa é a decisão mais importante que jamais tomou. Por que não lhe dar seu coração agora? Admita sua necessidade. Reconheça sua obra. Aceite seu presente. Vá a Deus em oração e lhe diga: Sou pecador e necessito de sua graça. Creio que Jesus morreu por mim na cruz. Aceito sua oferta de salvação. É uma oração simples com resultados eternos.
SUA RESPOSTA
Creio que Jesus Cristo é o Filho do Deus vivente. Quero que Ele seja o Senhor da minha vida.
____________________________
Assinatura
_____________________________
Data
Uma vez que tenha posto sua fé em Cristo, lhe rogo que dê três passos. Verá que são fáceis de recordar. Pense nestas três palavras: Batismo, Bíblia e pertencer.
O batismo demonstra e celebra nossa decisão de seguir a Jesus.
Nossa imersão na água simbiliza nossa imersão na graça de Deus. Assim como a água limpa nosso corpo, assim a graça limpa nossa alma. Jesus disse: "quem crer e for batizado será salvo"(Marcos 16.16). Quando o apóstolo Paulo se converteu, perguntaram-lhe: "Agora por que te demoras? Levanta-te, batiza-te e lava os teus pecados, invocando o seu nome" (Atos 22.16). Paulo respondeu batizando-se imediatamente. Você também o pode fazer.
A leitura da Bíblia nos põe face a face com Deus. Deus se revela a nós através de sua Palavra por meio do Espírito Santo. "A palavra de Cristo habite em vós ricamente" (Colossenses 3.16)
Pertencer a uma igreja fortalece a sua fé. Um cristão sem igreja é como um jogador de beisebol sem equipe ou um soldado sem exército. Não é o suficientemente forte para sobreviver.
"Não abandonando a nossa congregação, como é de costumes de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia"
Hebreus 10.25
Esses três passos: batismo,leitura da Bíblia e pertencer a uma igreja, são essenciais para sua fé.
É minha oração que aceite este grande presente da salvação.
Acredite em mim, esta não é somente a decisão mais importante que você já tomou, mas sim é a maior decisão que jamais teve que tomar.
Não há tesouro maior que o presente de Deus para a salvação.
Continua.

terça-feira, 16 de março de 2010

A SOLUÇÃO : A GRAÇA



( IR NO ÔNIBUS CORRETO)


Se o problema é o pecado e todos pecamos, o que posso fazer?
Bem, pode ir à igreja, mas isso não faz de você um cristão. Assim como ir a um rodeio não faz de você um vaqueiro, ir à igreja não o faz um cristão.
Pode trabalhar duro para agradar a Deus. Pode fazer muitas obras boas, dar de presente muitas coisas.... o único problema com isso é que você não sabe quantas coisas boas deve fazer.
Ou pode se comprar com outros. "Posso ser mau, mas pelo menos sou melhor que Hitler". O problema com as comparações é que os outros não são a norma. Mas Deus sim, é a norma!
Então, o que vai fazer? Se não é salvo por ir à igreja ou por fazer boas obras ou por se comparar com outros, como pode se salvar?
A resposta é simples: suba no ônibus certo.
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça , mas tenha a vida eterna.
João 3.16

Note o que Deus fez: "Deu o seu único Filho". Foi assim que Deus tratou com o pecado.
Imagine: Foi achado culpado por um crime. Sua sentença é justa. É culpado e o castigo por seu pecado é a morte. Mas suponha que o juiz é o seu pai. Ele conhece a lei, sabe que sei crime demanda a morte. Mas também sabe amar; sabe que o ama tanto que não vai permitir que morra. Então em um ato maravilhoso de amor, descendo do estrado, tira a toga, pára ao seu lado e diz: " Eu vou morrer em seu lugar".
Foi isso o que Deus fez por você. O pagamento do pecado é a morte. A justiça divina reclama a morte por seu pecado. Entretanto, o amor do céu não pode ver você morrer. Assim que foi isso o que Deus fez.
Despojou-se de sua toga divina e veio à terra para nos dizer que morreria por nós. Que seria nosso Salvador. E foi isso o que fez.

"Deus acertou a contas do mundo através do Messias, lhe dando um novo começo, lhe oferecendo perdão dos pecados... Deus pôs sonbre Ele todo o castigo sem merecê-lo para que pudéssemos estar com as contas acertadas com Deus"
2 Coríntios 5.21 (a mensagem)

sábado, 13 de março de 2010

O PRIVILÉGIO




O CONVITE DE DEUS PARA VOCÊ
Lembro que quando tinha sete anos fui visitar meus avós por uma semana. Meus pais me compraram uma passagem, me deram um pouco de dinheiro para gastar, me puseram em um ônibus da Greyhound, e me disseram que não falasse com ninguém nem decesse do ônibus até que visse o rosto de minha avó pela janela. Disseram-me muito claramente que meu destino era Ralls, Texas.
Deus tem feito o mesmo com você. O pôs em uma viagem. E tem um destino para a sua vida. (Alegre-se em saber que não é precisamente Ralls, Texas.)
"Porque Deus não nos destinou para a sua ira, mas para
alcançarmos a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo"
1Tessalonicenses 5.9
Segundo a Bíblia, o destino de Deus para sua vida é a salvação. Seu destino proposto é o céu. Deus tem feito exatamente o que fizeram meus pais. Comprou nosso ingresso. Equipou-nos para a viagem. Deus o ama tanto que quer que esteja com Ele para sempre.
Entretanto, quem tem que tomar a decisão é você.
Embora Ele esteja à porta com o ingresso pago e dinheiro para a viagem, mutos decidem ir em uma direção diferente da que Deus tem.
Esse é o problema.
NOSSO PROBLEMA : O PECADO
estamos no ônibus errado
Quando meus pais me deram a passagem e me disseram em qual ônibus entrar, eu acreditei neles e fiz o me disseram. Confiei neles. Eu sabia que me amavam e que sabiam mais do que eu.... e assim eu subi.
Ser cristão é subir a bordo com Cristo. Jesus está à porta do ônibus e diz: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" João 14.6
Infelizmente, nem todos aceitam esse convite. Eu mesmo não o fiz na primeira vez que me convidou. Passei algum tempo no ônibus errado.
Há muitos ônibus, cada um dos quais promete levá-lo à felicidade.
Estão os ônibus do prazer, das posses, do poder, da paixão.
Eu vi um ônibus que se chamava festa e subi. Estava cheio de gente rindo e na farra. Era como uma festa interminável. Levei tempo para perceber que tanto escândalo era para cobrir sua dor interna.
A palavra para subir no ônibus errado é pecado.
Pecado é quando dizemos: Irei por meu caminho e não pelo caminho de Deus. No centro do pecado está o Eu.
Pecado é quando dizemos: Farei o eu quero, não importa o que Deus diga.
Só Deus pode satisfazer nossas necessidades. Pecado é o ato de procurar nos lugares errado aquilo que só Deus nos pode dar.
Eu sou o único que passou tempos no ônibus errado? Não.
Alguns ônibus são mais violentos que outros. Algumas jornadas são mais longas que outras, mas:
"Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós"
Isaías 53.6
"Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos nas trevas, mentimos, e não praticamos a verdade"
1João 1.8
"Somos pecadores, e cada um de nós está se afundando no mesmo barco"
Romanos 3.20 (a mensagem)
Subir no ônibus errado é um engano muito sério. O pecado quebra nossa relação com Deus.
Suponha que viajaríamos com ele. Mas quando subimos no ônibus errado, na direção oposta, nos sentimos longe de Deus. Por isso é que a vida pode ser tão dura. Não estamos cumprindo nosso destino.
O pecado não só rompe nossa relação com Deus; mas também danifica nossa relação com os outros.
Você se imagina indo numa longa viagem ao lugar errado num ônibus cheio de gente? Com o tempo todo mundo fica stressado. Ninguém gosta da viagem. A jornada se torna insuportável.
Tentamos suportar os problemas com terapias, ou diversão, ou remédios. Mas nada ajuda.
A Bíblia diz:
"Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte"
Provérbios 16.25
O resultado final do pecado é a morte ... morte espiritual.
"O salário do pecado", diz Paulo, "é a morte" Romanos 6.23
Passar a sua vida no ônibus errado, indo em direção errada, o levará ao lugar errado. Acabará no inferno.
Não porque Deus queira que você vá para o inferno. O plano Dele para você é o céu. O Seu destino é o céu. Ele fará o que for preciso para que você chegue lá, exeto por uma coisa. Há algo que Ele não fará.
Ele não o forçará. A decisão é sua. Ele já fez o resto.
Me deixe explicar-lhe
Continua..........

quinta-feira, 11 de março de 2010

A PROMESSA





O DOM DE DEUS PARA VOCÊ



A cruz. Pode dirigir o olhar a qualquer parte sem ver uma?

Colocada no alto de uma capela. Esculpida em uma lápide no cemitério. Gravada em um anel suspensa em uma cadeia, a cruz é o símbolo do Cristianismo.

Estranha decisão, não é? Estranho que um instrumento de tortura represente um movimento de esperança. Os símbolos de outras religiões são mais otimistas: a estrela de seis pontas do David, a lua em quarto crescente do Islã, a flor de lótus do Budismo. Mas uma cruz para i Cristianismo? Um instrumento de execução.

Você penduraria uma pquena cadeira elétrica no pescoço? Prenderia uma forca folhada a ouro na parede? Imprimiria uma foto de um pelotão de fuzilamento em um cartão de visita? Entretando, é isso o que fazemos com a cruz. Muitos até fazem o sinal da cruz quando oram. Por que não fazem o sinal da guilhotina? em lugar do sinal triangular que as pessoas fazem na testa e no peito, por que não um golpe de karatê na palma da mão? Não seria o mesmo?

Por que a cruz é o símbolo de nossa fé? Para achar a resposta não precisa ir além da própria cruz. Seu desenho não poderia ser mais singelo. Um madeiro horizontal e o outro vertical. Um se estendendo para fora. O outro para cima. Um representa a largura de seu amor, o outro reflete a altura de sua santidade. A cruz é a intercessão de ambos. A cruz é o lugar onde Deus perdoou seus filhos, sem baixar suas normas de santidade.

Como Ele pôde fazer isso?



Em uma frase: Deus pôs nossos pecados sobre seu Filho e o castigou ali.



"Ao que não conheceu o pecado , Deus o fez pecado por nós;

para que nele fôssemos feitos justiça de Deus"



2 Coríntios 5.21



Ou como diz outra versão: "Cristo não cometeu pecado algum, mas, por nossa causa, Deus o tratou como ao próprio pecado, para assim, por meio de Cristo, nos libertar da culpa"



Visualize o momento. Deus em seu trono. Você na terra. E entre você e Deus, suspenso entre você e o céu, está Cristo sobre sua cruz. Seus pecados foram postos sobre Jesus. Deus, que castiga o pecado, descarrega sua justa ira sobbre suas faltas. Jesus recebe o golpe. Como Cristo está entre você e Deus, você não o recebe. O pecado é castigado, mas você a salvo, salvo à sombra da cruz.



Isto é o que Deus fez, mas, por que? Por que o fez?



Por um dever moral?



Por uma obrigação celestial?



Por um requerimento paternal?



Não. Deus não foi obrigado a fazer nada.



Além disso, considere o que fez. Deus o seu Filho, seu único Filho.



Você faria isso? Oferecia a vida de sei filho pela de alguma outra pessoa? Eu não. Há alguns por quem daria minha vida, mas me peça para fazer uma lista daqueles por quem eu mataria a minha filha, e a folha ficaria em branco. Nem preciso de um lápis. A lista não teria nunhum nome.
Mas a lista de deus contém os nomes de todas as pessoas que viveram em todos os tempos. Porque este é o alcance de seu amor. E esta é a razão para a cruz. Ele ama ao mundo.

"PORQUE ELE AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA QUE DEU O SEU FILHO UNIGÊNITO"

João 3.16

Tão forte como o madeiro vertical proclama a santidade de Deus, o madeiro horizontal declara seu amo. Ah, e que largura infinita tem seu amor!
Você não se alegra de que o versículo não diga:

"Porque de tal maneira Deus amou aos ricos..."

ou, "Porque de tal maneira Deus amou aos famosos..."

ou, "Porque de tal maneira Deus amou aos magros..."?

Não o diz.
Tampouco diz:

"Porque de tal maneira amou aos europeus ou africanos..."

"... aos sóbrios ou aos triunfadores..."


"...aos jovens ou aos velhos.."


Quando lemos João 3.16, simples (e felizmente) lemos: "PORQUE AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA".

O quanto largo é o amor de Deus?
O suficientemente largo para alcançar o mundo todo. Você está incluído no mundo? Então está incluído no amor de Deus.
É formoso estar incluído em algo. Mas nem sempre o estamos.
As universidades o excluem se não for suficientemente inteligente. O mundo dos negócios o exclui se não estiver suficientemente qualificado e, infelizmente, algumas Igrejas o excluem se não for suficientemente bom.
Mas embora todos eles o excluam, Cristo o inclui. Quando lhe pediram que descrevesse a largura de seu amor, estendeu tudo o que pôde um mão à direita , e outra à esquerda, e pediu que seus verdugos as cravassem nessa posição sobre a cruz, para que você soubesse que Ele morreu lhe amando.


Continua..........................

terça-feira, 9 de março de 2010

DECISÕES


Todos tomamos decisões. Algumas sábias, outras não. Deus nos pede para tomarmos decisões eternas, e essas decisões têm consequências eternas.
Você fez algumas más escolhas em sua vida, não é verdade?
Se equivocou ao escolher seus amigos, talvez sua profissão, e quem sabe, seu cônjuge. Agora olha para trás e diz: "Se eu pudesse.... se pudesse me libertar dessas más decisões". Pode! Uma boa decisão para a eternidade compensa milhares de más decisões feitas na terra.
Você tem que tomar uma decisão.
Desde que Jesus veio à terra, esta decisão esteve disponível para nós. E no entanto nos espantamos como alguns podem decidir-se pela vida eterna ou rejeitá-la. Nos admiramos em como dois homens podem ver o mesmo Jesus, e um deles blasfemar Dele e o outro orar a Ele. Não sei como pôde ser isso, mas assim o fizeram.
Isso foi o que aconteceu na cruz. Havia outras duas cruzes no topo da colina, no dia em que Jesus morreu. Dois criminosos sofriam junto com Ele a mesma morte. E essas duas cruzes nos recordam um dos maiores dons de Deus: o dom da decisão. Um se decidiu por Jesus, o outro simplesmente O desprezou. As Escrituras revelam parte da história:
"Um dos malfeitores que estavam pendurados,
blasfemava dele, dizendo: Não és tu o Cristo? salva-te a ti mesmo e a nós.
Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Nem ao menos
temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça;
porque recebemos o que os nossos feitos merecem; mas este nenhum
mal fez. Então disse: Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraiso".
Lucas 23.39-43


Quando um dos ladrões que morria orou, Jesus o amou o suficiente para salvá-lo. E quando o outro blasfemou, Jesus o amou o suficeinte para lhe permitir fazer isso.
Permitiu-lhes tomarem suas decisões.
Ele faz o mesmo com você
**
Chegou a época em que as folhas caem e o ar fica frio.
O correio continuou chegando e o primo queixando-se à medida que crescia a quantidade de cartas. Ela constinuava decidida a não mandar seu endereço. E continuava sem ler as cartas.
Então poucos dias antes da véspera do Natal, chegou outra carta. O mesmo envelope. A mesma cor. Mas esta não tinha o carimbo. Nem foi entregue pelo primo. Estava sobre a mesa do quaarto de vestir do local onde dançava.
"Faz 2 dias um homem muito robusto veio e me pediu que lhe desse isto", explicou uma das outras bailarinas. "Disse que você entenderia a mensagem".
"Ele esteve aqui?", perguntou ansiosa.
A mulher fez um movimento com os ombros: "Suponho que deve ser ele".
Madeleine engoliu em seco e olhou o envelope. Abriu-o e extraiu um cartão.
"Sei onde está", leu. "Sei o que faz. Isso não muda o que sinto. Tudo o que eu disse em cada uma das outras cartas continua sendo verdade".
"Mas eu que não sei o que ele me disse", pensou Madeleine. Pegou uma carta da parte superior da pilha e leu. Em seguida fez o mesmo com uma segunda, e uma terceira. cada carta tinha a mesma frase. Cada frase fazia a mesma pergunta.
Depois de alguns minutos o chão estava cheio de papel e o seu rosto banhado em lágriamas.
Antes de ter passado uma hora, se encontrava a bordo de um ônibus.
"Tomara que chegue a tempo".
Apenas o conseguiu.

Os familiares estavam começando a retirar-se. Joe estava ajudando a avó na cozinha quando sei irmão o chamou: "Joe, tem alguém aqui que quer ver você".
Joe saiu da cozinha e se deteve. Em uma mão, a moça sustentava uma mochila. E na outra, segurava o cartão. Joe viu a pergunta em seus olhos.
"A resposta é sim", disse a seu pai. "Se o convite ainda se mantém , a resposta é sim".
Joe engoliu emocionado. "Ah, claro que sim! O convite ainda se mantém!".
E assim, os dois voltaram a dançar nessa véspera de Natal!
Sobre o chão, perto da porta, prmanecia jogada uma carta aberta dirigida a Madeleine e o rogo de seu pai:

"Quer vir para casa e dançar com seu papai outra vez?"

Continua....................

































domingo, 7 de março de 2010

A VOLTA PARA CASA


O caminho caminho mais famoso no mundo, é a Via Dolorosa, "A vereda da tristeza". Segundo a tradição, é a rota que Jesus percorreu do palácio de Pilatos até o Calvário. A rota está marcada por estações usadas frequentemente pelos cristãos para suas devoções. Uma dessas estações marca a passagem do veredicto de Pilatos.
Outra, a aparição de Simão para ajudar a levar a cruz. Duas estações recordam as quedas de Jesus e outra, as Suas palavras. No total, há quatorze estações, cada um recordando os acontecimentos da caminhada final de Cristo.
É a rota verdadeira? Provavelmente não. Quando o ano 70 D.C. e mais tarde em 135, Jerusalém foi destruída, as ruas da cidade o foram também. Como resultado, ninguém sabe exatamente qual foi a rota que Jesus seguiu naquela sexta-feira.
Mas nós sabemos onde começa esse caminho.
Começa não no tribunal de Pilatos, mas sim nos salões do céu. O Pai iniciou sua jornada quando deixou sei lar para vir em nossa busca.Iniciou a busca armado com nada mais que paixão para ganhar o seu coração.
Esse é o coração da mensagem cristã.
Deus se fez home. Nasceu em um estábulo comum, de pais comuns, mas seu propósito era extraordinário.
Veio para nos levar ao céu. Sua morte foi um sacrifício por nossos pecados. Jesus foi nosso substituto. Ele pagou por nossos erros para que nos não tivéssemos que pagar. O desejo de Jesus foi único: trazer seus filhos de volta para casa.
A bíblia tem uma palavra para esta busca: reconciliação.


"Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o
mundo"

2 Coríntios 5.19

A palavra grega traduzida como reconciliação quer dizer "fazer algo de maneira diferente". A vereda da cruz nos diz exatamente quão longe Deus iria para voltar a juntá-lo todo.
A reconciliação torna a unir o que está separado, inverte a rebelião, reacende a paixão que se esfriou. A reconciliação toca o ombro do extraviado e o põe no caminho para o lar.

*

O rapaz magrelo das tatuagens tinha um primo, que trabalhava no turno da noite em uma loja ao sul de Houston. Por uns poucos dólares por mes permitia aos fujitivos permanecer em seu apartamento de noite, mas durante o dia tinham que sair dali.
Não havia problemas. Eles tinham grandes planos. Ele seria um mecânico e Madeleine procuraria trabalho em um loja de departamentos.
Obviamente, ele não sabia nada de automóveis, e ela muito menos sobre como conseguir um
trabalho, mas as pessoas não pensam nessas coisas quando estão intoxicadas de liberdade.
Depois de duas semanas o primo mudou de opinião. E no dia em que lhes comunicou sua decisão, o magrelo tatuado também deu a conhecer a sua. Desse modo, Madeleine se encontrou com a noite pela frente, sem ter um lugar onde dormir nem uma mão que a sustentasse.
Foi a primeira de uma série de muitas noites assim.
Uma mulher no parque lhe falou de um lugar para desamparados perto da ponte. Por poucos dólares ela poderia obter um prato de sopa e uma cama de armar.
Uns pouco dólares era tudo o que ela tinha. Usou sua mochila como travesseiro e sua jaqueta como manta. O quarto era tão barulhento que não conseguia dormir. Madeleine virou a cabeça para o lado da parede e pela primeira vez em muitos dias, pensou no rosto barbudo de seu pai e em como lhe dava um beijo todas as noites. Mas quando as lágrimas quiseram brotar de seus olhos resistiu o choro. Colocoou a lembrança bem fundo em sua memória e deciciu não voltar a pensar em sua casa.
Tinha chegado tão longe que já era impossível voltar.
Na manhã seguinte, a jovem que ocupava a cama de armar ao lado da sua lhe mostrou um punhado de gorjetas que tinha ganho dançando sobre as mesas.
"Esta é a última noite que dormirei aqui", disse-lhe. "Agora posso pagar o meu próprio lugar. Disseram-me que estão precisando de mais bailarinas. Venha comigo". Procurou no bolso de sua jaqueta e tirou uma caixa de fósforos. "Aqui está o endereço", disse, lhe entregando um papelzinho.
Só de pensar nisso, o estômago de Madeleine começou a revirar. Tudo o que conseguiu fazer foi resmungar: "Vou pensar".
Ela passou o resto da semana nas ruas procurando trabalho. No final da semana, quando tinha que pagar a conta do refúgio, procurou em seus bolsos e tirou o papelzinho. Era tudo o que sobrara.
"Não vou passar esta noite aqui", disse a si mesma, e se dirigiu à porta.
A fome tem sua maneira de enfraquecer as convicções.

ORGULHO E VERGONHA

Orgulho e vergonha, Você nunca teria imaginado que o orgulho e a vergonha são irmãos. Parecem tão diferentes. O orgulho lhe faz estufar o peito. A vergonha lhe faz agachar a cabeça. O orgulho alardeia. A vergonha faz ocultar-se. O orgulho procura ser visto. A verginha cuida de ser evitada.
Mas não se deixe enganar, as emoções têm o mesmo parentesco e causam o mesmo impacto: o mantêm afstado de seu Pai.
O orgulho diz: "Você é muito bom para Ele".
A vergonha diz: "Você é muito mau para Ele".
O orgulho o afasta
a vergonha o mantém afastado.
Se o orgulho estiver presente antes de uma queda, a verginha é o que impedi-lo de se levantar depois.
*
Se Madeleine sabia fazer algo, era dançar. Seu pai lhe tinha ensinado.
Agora, homens da idade de seu pai a observavam. Ela não prestava atenção nesse detalhe, simplesmente não pensava nisso. Simplesmente fazia seu trabalho e ganhava seus dólares.
E talvez nunca teria pensado nisso, se não fosse pelas cartas que o primo lhe levava. Não uma, nem duas, mas sim uma caixa cheia. Todas dirigidas a ela. Todas de seu pai.
"Se ex-namorado deve ter deletado você. Chegam duas ou três destas por semana", queixava-se o primo. "Made sei novo endereço". Ah, mas ela não poderia fazer isso. Seria encontrada.
Não se atrevia a abrir as cartas. Sabia o que diziam: que voltasse para casa. Mas se soubesse o que ela estava fazendo não lhe escreveria.
Pareceu-lhe menos doloroso não as ler. De maneira que não o fez. Não nessa semana nem na seguinte quando o primo lhe trouxe mais, e nem na seguinte, quando chegou de novo. Guardou-as no guarda-roupa do clube onde dançava, organizadas de acordo com a data do carimbo do correio. Passava seus dedos por cada uma, mas não se atrevia a abri-las.
Na maior parte do tempo Madeleine conseguia controlar suas emoções. Os pensamentos do lar e os pensamentos de sua vergonha se fundiam no mesmo continho do seu coração. Mas havia ocasiões em que os pensamentos eram muito fortes para conseguir resistir a eles.
Como aquela vez quando viu um vestido na vitrine de uma loja. Um vestido da mesma cor que o seu pai lhe tinha comprado. Um vestido que tinha achado simples demais para ela. Tinha-o vestido contrariada, e parado em frente ao espelho. "Caramba, está tão alta como eu", seu pai havia lhe dito. E quadno ele a tocou, ela se enrijeceu.
Ao ver seu cansado rosto refletido na vitrine da loja, Madeleine compreendeu que teria dado mil roupas somente para sentir seus braços outra vez. Saiu da loja e decidiu não passar nunca mais por ali.

Continua...........

sábado, 6 de março de 2010

OS INIMIGOS DE DEUS


Segundo a Bíblia, nós temos feito o mesmo. Desprezamos o amor de nosso Pai.

"Cada um se desviava pelo seu caminho"
Isaías 53.6

Paulo vai um pouco mais além com nossa rebelião. Fizemos mais que simplesmente ir, diz. Voltamo-nos contra nosso Pai. Estávamos vivendo contra Deus (Romanos 5.6).
No versículo 10 é até mais categórico: "Éramos inimigos de Deus".
Duras palavras, não é? Um inimigo é um adversário. Alguém que ofende, não por ignorância, mas sim com intenção.
Isso nos descreve?
Fomos alguma vez inimigos de Deus?
Nos voltamos alguma vez contra nosso Pai?
Nós...
alguma vez fizemos algo sabendo que não agradava a Deus?
agredimos algum de seus filhos ou parte da criação?
apoiamos ou aplaudimos o trabalho de seu adversário, o diabo?
chegamos a nos mostrar publicamente como inimigos de nosso Pai celestial?
Se fizemos isso, não assumimos o papel de inimigo?
Segundo a Bíblia, "por natureza éramos filhos da ira" (Efésios 2.3).
Não é que não possamos fazer o bem. Nós o fazemos. O que acontece é que não conseguimos deixar de fazer o mal.

"Não há justo, nem sequer um....
Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus"
Romanos 3.10,23

É possível que alguém não concorde com palavras tão fortes.
Possivelmente tal pessoa poderia olhar ao seu redor e dizer: "Comparado com fulano, eu sou uma pessoa decente".
Um porco poderia dizer o mesmo, poderia olhar para seus iguais e declarar: "Estou tão limpo como qualquer destes".
Comparado com um ser humano, entretanto, esse porco precisa de ajuda.
Comparados com Deus, nós seres humanos necessitamos o mesmo.
A medida para a santidade não se encontra entre os porcos da terra, mas sim no trono do céu. O próprio Deus é a medida.
Nosso Deus é um Deus perfeito, sem mancha de pecado, livre de enganos. Onde nós não vemos senão águas turvas, Ele não vê senão pureza. Nós moramos em trevas, Ele nora na luz. Deus não pecou jamais.
E nós jamais deixamos de pecar. Deus viveu em uma eternidade sem pecado. Eu me emocionaria se vivesse uma hora sem pecar! Mas não tive nenhuma. Você teve? Alguma vez você passou sessenta minutos nos quais tenha cometido só um pecado? Eu não. Mas só para fazer uma comparação, digamos que você sem. Digamos que você viveu uma vida inteira em que cometeu só um pecado por hora. Calculemos: Uma média de vida de setenta e dois anos significaria seiscentos e trinta mil setecentos e vinte pecados. Enquanto está lendo este livro, rondaria pelos seiscentos mil pecados já.
Agora, imagine que está diante de Deus. Lembre que Ele é um Deus perfeito, e que o céu é um lugar perfeito. Se estiver diante de Deus, o que você seria? Seria perfeito também, exeto pelos seicentas mil falhas que há em seu recorde. Entre você e Deus haveria um omenso abismo de imperfeição e pecado.
Vemos que temos um problema: Somos pecadore, e Deus diz: "O salário do pecado é a morte" (Romanos 6.23).
O que podemos fazer? Como Deus reage quando nos transformamos em seus inimigos?

*

Madeline voltou essa noite mas não por muito tempo. Joe nunca falhou com ela, para que ela fosse embora. Depois de tudo, o que significa ser filha de um açougueiro? Em seus últimos dias juntos, ele fez tudo o que pôde.
Cozinhou a comida favorita dela. Ela não tinha apetite.
Convidou-a para ir ao cinema. Ela se fechou em seu quarto.
Comprou-lhe um vestido novo. Ela não agradeceu.
Até que chegou aquele dia primaveril em que ele saiu cedo de seu trabalho para estar em casa quando ela chegasse da escola.
Desde esse dia, ela nunca mais voltou para casa.
Um amigo a viu perto da estação de ônibus, junto com o seu namorado. As autoridades confirmaram a compra de duas passagens para Chicago; para onde foram dali, ninguém sabe.

continua.............